11 99659-7705 ou 4702-3097

Não existe Champagne ruim. Quando me perguntam qual a melhor Champagne, respondo; não há melhor e nem pior, há aquele estilo que mais lhe agrada.

Neste sentido, há vários estilos da bebida, mais frutados, amanteigados, suaves, encorpados, brut, rosé, e etc. Cada apreciador deve procurar o estilo que mais agrada o seu gosto.

Champagne é uma região que fica ao norte da França, e os vinhos produzidos nesta região tem ótima acidez, graças ao clima frio e amadurecimento lento das uvas. Mas outros fatores como o solo calcário, a vinificação,  compõe o bouquet de Champagne dando a estes vinhos os aromas cítricos, de panificação, amanteigado e frutas secas.

Produção

A Champagne começa a ser produzida no pé. A Champagne Brut clássica é um blend de três uvas, a Pinot Noir, a Chardonnay e a Pinot Menier. Preserva-se o estilo de produção clássico. As uvas são colhidas manualmente para a melhor seleção dos cachos. Depois vai para a prensagem e para a primeira fermentação.

As uvas são fermentadas e vinificadas separadamente, para serem mais bem aproveitadas no momento de determinar o estilo da Champagne produzida.

plantações de uvas Pinot Noir.

Esta prática foi adotada, pois em Champagne não se consegue produzir em todos os anos vinho com a mesma qualidade. Portanto, fazem a vinificação em separado das três uvas e posteriormente, fazem a mistura de acordo com cada estilo. Isto permite que cada casa de Champagne tenha sempre um estilo próprio, umas mais leves, outras mais encorpadas e etc.

Após a vinificação passamos a segunda fermentação que é feita na garrafa, Método Champenoise ou Tradicional. Ao vinho já preparado é misturado o liqueur de tirage (mistura de açúcar, vinho, e levedura) e fermentado na garrafa. Este processo vai gerar o gás carbônico que permite as bolhas de Champagne.  O vinho fica em contato com a levedura durante vários meses. Isto vai permitir que o Champagne adquira o bouquet característico, de quatro aromas, panificação, amanteigado, cítrico e frutas secas. Depois da retirada da levedura faz-se a colocação da rolha e da gaiola e a Champagne está pronta para o consumo.

Regiões

Há várias regiões de produção de Champagne, mas as mais conhecidas são as seguintes: Reims, Vale do Marne, Côte de Blancs, Côte de Sézanne e Côte de Bar. A primeira , mais famosa inclui 9 dos 17 grand crus, e se caracteriza, por solo calcário e terroir variado. Outro destaque é a Côte de Blancs, que produz quase que exclusivamente a cepa Chardonnay, fazendo a as Champagnes Blanc de Blancs.

Estilos

plantações de uvas Chardonnay

Os estilos mais conhecidos de Champagne são os seguintes: Brut, Rosé, Blanc de Blancs e Blanc de Noirs e as safradas.

A Brut se divide em Extra Brut, (muito seco) Brut, (seco), demi-sec (meio-doce) e doux (doce), dependendo da quantidade de açúcar. Estas Champagnes são feitas com os vinhos das três uvas, Chardonnay, Pinot Noir e Pinot Menier.

Temos também as Champagnes safradas ou feitas somente com uma das uvas. As Champagnes  safradas, são aquelas que são produzidas com uvas colhidas em um mesmo ano e apresentam as características daquele ano e não o estilo da casa. Como só são produzidas em anos bons, são mais longevas e podem ser guardadas por mais tempo e também passam por um processo maior de fermentação na garrafa. São mais encorpadas e têm bouquet de panificação, frutas secas e amanteigado, mais acentuado.

Já as Champagnes produzidas com uma das uvas têm denominações diferentes. As produzidas com Chardonnay são chamadas de Blancs de Blancs. As que se utilizam somente de Pinot Noir, são as Blanc de Noirs.

Os principais produtores de Champagne são:  Veuvet Clicquot, Moet Chandon, Taittinger, Billecart-Salmon, Bollinger, Drappier ,Deutz, Salon,Laurent-Perrier , Krug e Louis Roederer .Além de produtores pequenos que ultimamente têm adquirido ótima qualidade e boa relação custo-benefício.

Harmonização

A Champagne combina com grandes variedades de pratos. Há os que dizem que ela segura um jantar da entrada até a sobremesa. Mas a verdade é que harmonizam muito bem com entradas, saladas, frutos do mar, peixes, comida japonesa, comida asiática, e as doces com algumas sobremesas de frutas ou bolos.

As safradas vão combinar melhor com pratos com alguma gordura ou com frutas secas em sua composição. A Champagne também pode ser tomada sozinha e combina com festa, piscina e descontração, por isso, têm a capacidade de reunir várias qualidades em uma só bebida e agradar diversos paladares.

Galeria de Fotos

Champagnhe